FURIA DIZ

FÚRIA EMITE NOTA DIZENDO QUE DECRETO DO ESTADO AQUI NÃO VALE E QUE NÃO HÁ TOQUE DE RECOLHER NA CIDADE DE CACOAL

PREFEITO DE CACOAL DESAFIA GOVERNO DO ESTADO E ASSUME RISCO DE AVANÇO DA COVID 19

17/01/2021 19h59Atualizado há 5 meses
Por: REDAÇÃO

O gabinete do prefeito Adailton Fúria emitiu uma nota dizendo que em Cacoal não vale o Decreto Estadual 25728/2021, que impóe dentre outras medidas restritivas, o toque de recolher das 20:00hs as 6:00hs.

Para o prefeito, a autonomia dos municípios autoriza que ele determine procedimento diferente daqueles impostos por deliberações estaduais e federais, de modo que o cumprimento do toque de recolher imposto pelo estado é facultativo, e que ele irá manter o Decreto Municipal por ele editado, o Decreto 8031/PMC/2020.

 

Com isso, Cacoal fica sendo a única cidade do Estado de Rondônia, na Fase I, a desobedecer o Decreto estadual e cancelar o toque de recolher previsto para iniciar hoje às 20:00hs. 

Desta forma,  o comercio pode funcionar livremente a partir das 20:00hs, inclusive bares e congêneres, e ninguém está obrigado a ficar em casa nos próximos 10 dias no horário compreendido entre 20:00 e 6 da manhã.

Para o prefeito de Cacoal, com a inauguração do Hospital de Campanha, a classificação do município reputada pelo Estado em Fase I, muda para outra fase que autoriza a abrir o comercio e suprimir o toque de recolher.

Apesar de desejável por algumas pessoas e setores, a supressão do toque de recolher pode vir a trazer responsabilizações ao prefeito de Cacoal.