DADOS FALSOS COVID

VÍDEO: PRESIDENTE OAB CACOAL SAI EM DEFESA DA SOCIEDADE

PARA DR. DIÓGENES O POVO TEM O DIREITO DE SABER A VERDADE

31/01/2021 19h20
Por: REDAÇÃO

O presidente da subseção da OAB em Cacoal, Dr. Diógenes Nunes Almeida Neto,  fez na data de hoje (31/01), desabafo em vídeo nas redes sociais, chamando a atenção para impropriedade dos dados de saúde divulgados pelos municípios e Estado de Rondônia.

Ele afirma que a situação das vagas de UTI em todo estado, e especialmente em Cacoal, que sedia a Macro 2, é muito complicada, e os boletins da Egevisa não divulgam a situação real quanto a disponibilidade dessas vagas.

É que a metodologia usada para publicação dos boletins que chegam ao conhecimento público, embora enuncie certo número de vagas disponíveis, na verdade, apenas vislumbra desocupações que ocorrerão, ou que provavelmente ocorrerão nas próximas horas. Ou seja, não existem as vagas de verdade, mas existe uma expectativa de que elas venham a existir.

Isso significa que, exemplificativamente,  embora divulguem uma disponibilidade de 10% das vagas, esse percentual não existe, e na verdade, esperam que venham a existir. 

Essa fórmula de divulgação de dados da pandemia no Estado de Rondônia pode até tranquilizar a população e evitar desgastes políticos, mas não resolve a situação das pessoas que estão à beira da morte, com falta de ar ( alguns morrendo asfixiados por falta de atendimento) , a espera de uma vaga de UTI.

O presidente da OAB denuncia que várias dessas famílias que estão perdendo seus entes queridos na fila de espera entram em contato contigo esperando que a OAB faça alguma coisa.

Segundo Diógenes, apesar de  divulgarem a existência de vagas, há dezenas de pessoas a espera de uma UTI, e só será possível compreender como são anunciadas vagas desocupadas ao mesmo tempo em que há uma fila de espera, se os dados verdadeiros e puros da CRUE ( Central de Regulação de Urgência e emergência) da SESAU forem divulgadas ao grande público, oq ue não acontece atualmente, já que estes dados ficam em segredo e só são divulgados depois de processados com outra metodologia mais branda pelos setores políticos do governo..

O presidente da subseção da OAB também observa que apesar destes dados não chegarem ao conhecimento público, ficou surpreso com o fato de o Governador ter decidido afrouxar as normas de isolamento social, ainda que o Estado esteja enviando pacientes para outros estados da federação, alguns do quais, para morrer longe de casa.

Dr. Diógenes Nunes informa ainda que a OAB Cacoal, assim como a seccional Rondõnia, já oficiou e pleiteou a Secretaria de Saúde que passe a divulgar os dados reais da pandemia, incluindo a fila de espera, para que as pessoas saibam a verdade sobre oq ue está acontecendo no Estado e nos municípios de Rondônia.