CALOTE NO SERVIDOR

VEJA O VÍDEO: FÚRIA DÁ CALOTE EM SERVIDOR E RECLAMA DE DÍVIDA DE RESCISÕES

PREFEITO PENSA QUE A DÍVIDA É DO GESTOR ANTERIOR E NÃO DA ADMINSITRAÇÃO PÚBLICA

03/02/2021 13h19Atualizado há 4 meses
Por: REDAÇÃO

O prefeito de Cacoal Adaílton Fùria gravou nesta terça feira dia 2 de fevereiro uma Live nas redes sociais em que reclama de ter que pagar verbas trabalhistas rescisórias dos servidores comissionados exonerados na gestão passada.

Em Cacoal é tradição nas transições de governo que a maioria dos servidores comissionados ( de livre nomeação e exoneração) sejam exonerados ao final do mandato, e como tal desligamento se dá no último dia do ano, as verbas rescisórias sempre ficam para a gestão posterior.

Prefeito disse no referido vídeo  que ficou surpreso com tal situação, o que indica que ele pode  não ter domínio de conhecimentos comezinhos de administração pública.

 

Além de reclamar das dívidas de verbas rescisórias, o prefeito, segundo informam fontes ligadas a seu gabinete, adotou uma técnica diferente para desligamento dos servidores comissionados remanescentes ( àqueles que trabalham em rotinas administrativas imprescindíveis e que não poderiam ser exonerados sem um substituto imediato), consistente em REVOGAR o ato de suas nomeações, ao invés de publicar a exoneração.

Segundo as mesmas fontes, o prefeito espera se elidir de ter que pagar as verbas rescisórias ao revogar o ato de nomeação emanado de prefeitos anteriores, ao invés de proceder a exoneração. Todavia, segundo o advogado Lúcio Lacerda, no vídeo abaixo, "essa pérfida manobra contra o servidor não desincumbe a administração de pagar o acerto"

O E.R. constatou no diário oficial que o prefeito tem mesmo revogados os atos de nomeação de dezenas de servidores, em vez de assumir a exoneração.