CIDADANIA

PREFEITO FÚRIA DESRESPEITA LIDERANÇAS INDÍGENAS E DÁ CHÁ DE CADEIRA EM CACIQUES

Reunião aconteceu quatro horas após o horário marcado

20/05/2021 09h28Atualizado há 4 semanas
Por: REDAÇÃO
Jándui , Almir, Janete , Paline, Celso, Naraykokir, Anderson e Rubens. Atrás o ex-paje, Perpera.
Jándui , Almir, Janete , Paline, Celso, Naraykokir, Anderson e Rubens. Atrás o ex-paje, Perpera.

Pelo menos 12 lideranças indígenas se dirigiram no último dia 12 de maio para uma audiência pré-agendada com o Prefeito Adailton Fúria, onde seriam tratados assuntos relacionados a estradas e carreadores na área indígena.

A reunião estava marcada para as 8:00 horas da manhã, horário em que os indígenas já estavam na sala de espera, aguardando o término de um atendimento, que já estava em andamento quando eles chegaram.

Logo foram chegando vereadores, apoiadores e empresários da cidade, também com a intenção de falar com o prefeito, e todos passaram na frente dos índios, até que em certo momento as lideranças indígenas foram convidadas a se retirarem da sala de espera e foram transferidos para uma outra sala mais periférica onde esperaram até meio dia pelo atendimento.

Algumas lideranças indignadas foram embora, persistindo somente os que constam da foto acima.

Os caciques são, na hierarquia tribal, autoridades políticas e familiares detentoras de todo respeito dentro da tradição comunitária, e é nessas autoridades que todo o povo Suruí deposita suas esperanças de verem resolvidos os seus problemas do dia a dia, e por esta razão é que eles agendaram um horário com o prefeito.

Fontes ligadas a prefeitura informaram ao E.R. que possivelmente o prefeito considera os indígenas como adversários políticos dado que grande parte dos votos das aldeias, nas eleições de 2020,  foram para seu então concorrente, Marco Aurélio Vasques.

Embora questões sectárias não devessem compor os elementos de decisão de um chefe do poder executivo, não é sem sentido a afirmação de que o Prefeito de Cacoal seja uma pessoas altamente sanguínea e com uma grande vocação beligerante que se expressa em seu governo.

O Prefeito Adailton Fúria já demonstrou em várias ocasiões ter um espírito revanchista em se tratando de adversários políticos, e para se ter uma ideia, em todos os discursos que realizou desde que os votos foram apurados, até sua posse, inclusive em sua diplomação, ele fez questão de criticar adversários e antecessores.

Muitos dos atos que foram realizados pela sua antecessora em dezembro de 2020, foram objeto de feroz esforço do atual prefeito para cancela-los ou torna-los não efetivos.

Ao assumir a prefeitura Adailton Fúria anunciou recusar-se a pagar a dívida que o Município tem para com a Energisa, reclamou de ter que pagar rescisões de servidores exonerados no ano anterior, atrasando o pagamento, e tenta cancelar o sorteio de beneficiários do projeto habitacional Cidade Verde desde ano passado.

Apesar da humilhação, os índios esperam ver seus pleitos atendidos pelo prefeito.