Advocacia

DIÓGENES NUNES PAVIMENTA SUA RECONDUÇÃO A PRESIDÊNCIA DA OAB SUBSEÇÃO CACOAL

MODERADO, SERENO E PRODUTIVO

23/07/2021 13h28Atualizado há 2 meses
Por: REDAÇÃO

Dr. Diógenes Nunes foi eleito presidente da OAB subseção Cacoal em 2018 para um mandato de 3 anos que termina em 2021 quando os advogados da cidade irão novamente as urnas, no mês de novembro, para escolher o presidente para o próximo triênio.

Diógenes é advogado militante, vem de família de advogados, e tem se destacado na condução da subseção OAB de Cacoal como um presidente considerado moderado, sereno e produtivo.

Entre suas ações à frente da subseção destaca-se o continuado investimento na qualificação dos advogados, a enérgica defesa das prerrogativas e um projeto de monitoria para ajudar os jovens advogados ( advogados com menos de 5 anos de inscrição) a darem os primeiros passos na profissão.

Foi sob o comando de Diógenes Nunes de Almeida Neto que os advogados de Cacoal inauguraram a atuação jurídica  criminal pelo Processo Judicial Eletrônico, sistema antes só destinado aos processos cíveis,  tendo sido Cacoal o primeiro município do Brasil a processar feitos penais em processo eletrônico.

A OAB Cacoal, em meio a pandemia da Covid 19 protagonizou profundo e produtivo diálogo com o poder judiciário e executivo a fim de que fossem garantidas boas e seguras condições de trabalho aos advogados durante a crise sanitária, inclusive com pedido formal da subseção para que a classe fosse incluída na lista de prioridade de vacinação, o que de fato ocorreu recentemente e todos os mais de 400 advogados do município puderam tomar a primeira dose da vacina AstraZeneca.

Diógenes vai deixar como legado, a inauguração da nova sede da subseção, prevista para ser inaugurada no final do mês de agosto.

Segundo Diógenes será a maior e mais moderna subseção da OAB da Região Norte, que contará com auditório para 250 pessoas e salas de coworking, atendimento, reunião, sala da CAARO e mini plenário. Esse aparato de atendimento oferecerá a jovens e experientes advogados a possibilidade de realizar reuniões, atender clientes, dar palestras e realizar qualquer trabalho jurídico como se estivesse em seu escritório, já que cada um dos espaços estará fartamente guarnecido dos aparelhos necessários a produção jurídica, como computadores, impressoras e scanners.

Diógenes Nunes também é considerado um advogado independente não possuindo vínculos político partidários ou interesses ligados ao serviço público, e por essa razão aposta que esse caráter apolítico, ou supra partidário de sua atuação,  será mais um diferencial nas eleições de novembro próximo.