Política

DENÚNCIA CACOAL: MANDATO PÚBLICO EM CAUSA PRÓPRIA

VEREADOR PROMETE APRESENTAR DETALHES NO PROGRAMA A VOZ DA COMUNIDADE EDIÇÃO DESTA SEXTA FEIRA A NOITE

17/09/2021 08h45Atualizado há 1 mês
Por: REDAÇÃO

O Vereador Dr. Paulo Henrique, considerado oposição pelo Prefeito Municipal Adailton Fúria, dedicou-se na última semana a proceder uma pequena investigação sobre o verdadeiro destino de parte dos rejeitos de asfalto extraídos da BR 364.

Segundo o vereador, as sobras do material utilizado em reparos da BR 364, teria sido disponibilizada pel DNIT para que os municípios de Rondônia utilizassem o rejeito de asfalto para atender finalidades de interesse público, o que seria totalmente legítimo e dentro das regras.

O vereador Dr. Paulo Henrique vendo que a quantidade de rejeito de asfalto utilizada em algumas vias do distrito do Riozinho era menor que a efetivamente recolhida pelo municipio, decidiu fazer uma investigação por conta própria, onde ouviu servidores, conversou com moradores, tirou fotos e gravou vídeos que evidenciam que veículos da frota municipal teriam levado grandes quantidades de rejeito de asfalto para propriedade privativa do Prefeito Adaílton Fúria situada na linha 208.

Paulo Henrique conseguiu fotografias de placas de veículo municipal e até filmagem dos veículos fazendo o transporte da mercadoria para o sítio do prefeito, onde o material chegou a ficar certo tempo amontoado em frente a propriedade, sendo rapidamente espalhado nas vias internas do terreno particular onde funciona o chamado Arrancadão do Fúria.

Rejeito acumulado dentro do sitio do prefeito

 

Afeto de rachas e competições de velocidade, o prefeito possui uma pista de arrancada em Porto Velho, no valor aproximado de 2 milhões de reais, e outra em Cacoal em seu sítio na 208.

Há pouco mais de um mês, circulou nas redes sociais que o prefeito teria utilizado viaturas e servidores públicos na realização de um evento  de velocidade e destreza em sua propriedade, onde alguns jovens se acidentaram, um deles sofrendo amputação de uma parte do pé.

Questionado sobre o evento o Prefeito disse ter alugado o sítio para terceiros e não ter conhecimento dos fatos.

Ainda no terceiro mes de mandato, populares fizeram circular na internet fotos e vídeos informando que veículos da frota municipal juntamente com trabalhadores do municipio teriam aparado a grama da fachada da sede do sítio do prefeito, sem que nenhuma apuração tivesse sido conduzida pelos vereadores ou Ministério Público.

Diversas postagens das redes sociais já sugeriram que o prefeito tivesse usado inúmeras vezes o governo municipal para atender finalidades particulares, especialmente quanto a:

 

A)    VACINAÇÃO DE CABELEIREIROS, PERSONAL TRAINNER E EMPRESÁRIOS EM CENTRO EMPRESARIAL FORA DA FILA DE PRIORIDADE

 

B)    TER UTILIZADO PESSOAL E RECURSO PÚBLICOS PARA ROÇAR MATO EM SEU SÍTIO

 

 

C)    TER NOMEADO A ESPOSA PARA CARGO PARA O QUAL ELA NÃO TERIA A NECESSÁRIA EXPERTISE E CAPACIDADE TÉCNICA

 

D)   TER NOMEADO PARENTES DE SUA ESPOSA PARA CARGOS EM COMISSÃO

 

 

E)     TER MODIFICADO A EXECUÇÃO DE UM PROJETO URBANISTICO PARA ATENDER A INTERESSE DE EMPRESA DE VISTORIA DE VEÍCULOS QUE SERIA DE SUA PROPRIEDADE MAS EM NOME DE TERCEIROS.

 

F)     TER USADO A MAQUINA MUNICIPAL PARA PERSEGUIR ADVERSÁRIOS E DESAFETOS.

 

 

G)   ESTAR USANDO RECURSOS MIDIÁTICOS DO MUNICIPIO PARA ASSOCIAR OBRAS A SEU NOME E NÃO AO GOVERNO, FAZENDO PROMOÇÃO PESSOAL DE SUA FIGURA POLÍTICA.

 

H)   TER INTERVIDO EM PROCESSO SELETIVO HABITACIONAL PARA ATENDER A INTERESSES POLÍTICOS PESSOAIS.

 

 

I)       FALTAR COM A VERDADE EM PRONUNCIAMENTOS COM O FIM DE DEIXAR TRANSPARECER UMA SITUAÇÃO FAVORÁVEL A SUA ASCENÇÃO POLÍTICA.

 

O Vereador Dr. Paulo Henrique concede hoje, as 19:00 horas, entrevista ao apresentador Paulo Rosa, na página “Paulo Rosa a voz da comunidade”, onde revela detalhes sobre o uso do rejeito do asfalto e apresenta vídeos, fotos e documentos.