FOGO CRUZADO

VEREADOR DR. PAULO HENRIQUE DIZ QUE VAI PROCESSAR FÚRIA E CABO ELIEL

“PASSARAM DE TODOS OS LIMITES” DISSE VEREADOR

23/09/2021 10h23Atualizado há 4 semanas
Por: REDAÇÃO

Após as recentes denúncias de que rejeitos de asfalto foram transportados por veículos públicos para propriedade particular do prefeito Adailton Fúria, o vereador denunciante, Dr. Paulo Henrique, vem sendo alvo de artilharia pesada por parte do prefeito de Cacoal.

O alcaide foi a vários programas de TV afirmar que o vereador somente fez a denúncia porque o prefeito recusou a ele nomeações de pessoas aliadas ao grupo de ex deputado Nilton Capixaba na prefeitura.

Em um desses programas,  transmitido pela web TV e apresentado pelo Cabo Eliel, tanto o prefeito como o apresentador disseram que o vereador faz parte de uma organização criminosa, sem apresentar qualquer prova disso.

O prefeito também afirmou que Paulo Henrique teria feito Lobby em favor de grupo de estelionatários que diziam representar laboratório fabricante de vacinas com a intenção de dar golpes em municipios do Brasil.

O E.R. teve acesso a todas as conversas de WhatsApp, que o vereador teve com o prefeito sobre esse assunto  das vacinas, diretamente do aparelho celular do edil, e pode constatar que não é verdade que o vereador teria feito Lobby, mas na verdade compartilhou as notícias de negociação destas vacinas com a prefeitura de Porto Velho, antes de a compra feita pelo prefeito da capital Hildon Chavez ser frustrada.

Além disso, o vereador não demonstra ter contato ou conhecer nenhuma das pessoas envolvidas na venda de vacinas, mas apenas sugere ao prefeito que tente comprar vacinas em um momento em que todos os municipios do Brasil cogitavam de comprar imunizantes por conta própria para sua população.

“ Vocês acham que se eu tivesse feito algo errado o Fúria não teria vindo a público antes? Porque só agora depois da denúncia ele está falando essas coisas? Ele está acuado, com medo de perder o mandato, por isso está indo para o tudo ou nada. Mas como quem cala consente eu não vou ficar calado, vou processar tanto o prefeito quanto maus jornalistas, tanto no cível, quanto no criminal”, disse o vereador a redação do Estado de Rondônia prometendo tomar as medida cabíveis.

Consultado pelo E.R. sobre os fatos, o advogado Lúcio Lacerda diz que “esse negócio de dizer que alguém faz parte de uma organização criminosa sem que haja uma ação do Ministério Público dizendo isso é complicadíssimo, porque isso é conduta descrita como crime no ordenamento penal, e atribuir esses fatos sem prova, é calúnia.”

O causídico teve acesso as conversas entre prefeito e vereador por aplicativo de WhatsApp, tratando da questão das vacinas no mês de março de 2021 e disse estar surpreso com o fato de esses diálogos não darem nenhuma margem para as afirmações que o prefeito fez em público sobre o vereador ter feito Lobby e estar envolvido com estelionatários. “ Isso é de tamanha gravidade que quando o juiz comparar o que o prefeito disse na imprensa e nas redes sociais com o que eles conversaram de fato, a condenação será inevitável, tanto no cível quanto no criminal”, finaliza o advogado dizendo que o crime contra a honra só é de baixo potencial ofensivo enquanto a soma de suas penas não excederem ao limite máximo previsto na Lei 9099.

O vereador Paulo Henrique disse que Adaílton Fúria está tentando salvar o que lhe restou de eleitores às suas custas, querendo desviar atenção do gravíssimo problema do rejeito de asfalto em sua fazenda.

“Só que me atacar”, diz o vereador, “não vai resolver a bronca dele com a justiça, e ele nem se deu ao trabalho de negar os fatos”, finaliza o vereador informando que ele, ao contrário do prefeito, só denuncia com provas, como foi no caso do rejeito do asfalto.

As gravações extraídas das câmeras de segurança da PM que mostram os caminhões da prefeitura transportando o rejeito de asfalto para o sítio do prefeito foram entregues hoje à delegacia de polícia e ao Ministério Público.