LACERDA ADVOCACIA 2
OIO
Geopolítica

RÚSSIA X OTAN – A LUTA PELO CORAÇÃO DO MUNDO

O QUE HÁ POR TRÁS DAS ANTIGAS TENSÕES NA EUROPA ORIENTAL

22/03/2022 17h29Atualizado há 2 meses
Por: REDAÇÃO

Por Lúcio Lacerda

 

Em 1904 um geógrafo britânico chamado Halford John Mackinder formulou uma teoria de que uma certa região da Eurásia tem enorme potencial para o desenvolvimento de uma superpotência mundial.

Mackinder, levando em consideração vastas extensões territoriais planas, riquezas naturais abundantes e ausência de obstáculos logísticos para transporte de mercadorias, apontou a região que já foi chamada de União Soviética, e que hoje abriga a Rússia e os países da Europa oriental, como sendo o coração do mundo, ou Heartland, ou Terra do Coração.

Quem controla Heartland, disse Mackinder,  controla a ilha-mundo, e quem controla a ilha mundo, domina o planeta inteiro.

Mas o que é ilha mundo? Ilha mundo, segundo a teoria de Mackinder é a soma do território da antiga União Soviética, com a Europa Ocidental, incluindo todo o mediterrâneo, e a Ásia central. A ilha mundo é a junção do continente euroasiático.

Anos depois da formulação de Mackinder, outro geoestratego chamado Nicholas J. Spykman, chamou a parte costeira da Eurásia que, quando unida com Heartland, forma a ilha mundo, de Rimland.

Desde a formulação da teoria de Mackinder, todo o xadrez da geopolítica mundial é jogado sobre o tabuleiro da ilha mundo.

Todos sabem que quem governa Heartland, governa Rimland, e a soma das duas,  forma a ilha mundo, que quem governa, comanda os destinos do mundo.

Mackinder previu que uma eventual aliança entre Alemanha e Rússia poderia possibilitar com que estes dois países dominassem Heartland.

Isso porque a Alemanha é o entroncamento entre oriente e ocidente, Ásia e Europa, além de possuir litoral de águas amenas e navegáveis, que a Rússia não possui, senão no hermético Mar Negro.

O fim da segunda guerra mundial teria possibilitado que a União Soviética se tornasse, além de uma grande potência terrestre, uma potência também marítima, se o recorte da Alemanha oriental incluísse uma faixa de litoral no mar do norte,  o que não ocorreu, porque a Alemanha Socialista somente englobava um congelado e obstruído litoral no mar báltico.

A polarização entre EUA e URSS não se deu apenas pela disputa ideológica entre liberalismo e socialismo, mas sobretudo pela questão geoestratégica do domínio de Heartland e da Ilha-Mundi.

Tanto é que, embora a  guerra fria tenha acabado depois do colapso soviético e da queda do muro de Berlim,  a polarização continuou.

Mesmo livre do risco da expansão do socialismo desde então, a Otan, que foi criada com a específica finalidade de impedir a internacionalização do comunismo, continuou a crescer e a avançar sobre a Europa oriental, admitindo como membros vários países ex integrantes da União Soviética.

Atualmente, o presidente Russo Vladimir Putin, acredita que a linha que equilibra o jogo de interesses na conquista do domínio sobre Heartland, é a fronteira da Ucrânia, o que cria um novo axioma não imaginado por Mackinder: “ Só é possível sonhar conquistar Heartland se tiver a Ucrânia em sua área de influência. ”

A disputa não é sobre socialismo e liberalismo. É sobre Heartland e Rimland. A ilha-mundi. E não nos esqueçamos que quem domina a ilha-mundo, domina todo o planeta.

Infinitas riquezas minerais, enorme área territorial, controle dos pontos geográficos mais estratégicos do mundo, como os estreitos de Suez e Bósforo, e uma área de recuo impenetrável por ataques externos, são alguns dos elementos que tornam essa região tão importante.

Além de todo o esforço de precaução da geopolítica estadunidense para evitar que um competidor histórico conquiste Heartland, os EUA sofrem com diversos problemas internos, está com a China em seu encalço no Ranking mundial de desempenho econômico, além de ter sua moeda cada vez mais ameaçada de substituição como moeda de troca internacional.

Os EUA parecem viver seu ocaso como império mundial, em um processo de declínio natural, cíclico, como um giro do planeta em torno de si mesmo.

É neste contexto que a batalha pela conquista de Heartland está sendo guerreada, tendo a Ucrânia como primeiro território em disputa, e Alemanha como objetivo final.

 COMO ISSO TERMINA?

 A maioria das pessoas do mundo não tem conhecimento dessas teorias de domínio do mundo por via de Heartland e Rimland, e nem sabe o que significa a ilha-mundo em termos estratégicos, e em paralelo a guerra real que acontece na Ucrânia, ocorre também uma guerra midiática em que as visões de mundo ocidentais e orientais se enfrentam e tentam convencer a população sobre quem está certo ou errado, embora o que esteja em jogo transcenda qualquer moral individual ou rótulos costumeiros sobre certo ou errado.

Os países mais populosos do mundo estão dentro da ilha-mundo e todos eles têm maior conexão com a Rússia que com o ocidente, como China e Índia por exemplo.

China além de gigantesca, tanto populacional quanto economicamente, é candidata a ser a substituta dos EUA na liderança econômica do mundo.

A Rússia, como dona do território mais extenso do mundo e aliada de outros gigantes da Ásia menor, já é virtual candidata a pretensão de domínio de Heartland.

Os EUA precisam evitar que isso ocorra para que o domínio do ocidente sobre a marcha do mundo persevere pelos próximos séculos. Atualmente cerca de 30 países do mundo determinam o futuro dos outros 150.

Países que representam uma população de cerca de 800 milhões de pessoas, ditam as regras para os quase 8 bilhões de seres humanos que habitam este planeta.

O ocidente ( Comunidade Européia, EUA, Reino Unido e Canadá) decide a economia do mundo, a vocação produtiva de todos os países, os juros que eles pagam, o preço de seus produtos, os costumes, as artes, a cultura e até o que é certo e errado no mundo, impondo a todos a sua própria normatização e jurisdição ética.

Outros 7 bilhões têm obedecido.

 

 HÁ RISCO DE TERCEIRA GUERRA MUNDIAL?

 

Sim. Heartland vale uma guerra mundial, porque quem domina-la, poderá construir uma paz multipolar no mundo.

E  é bom de lembrar que as duas grandes guerras que aconteceram no mundo tiveram seu estopim dentro da área territorial de Heartland. A primeira com o assassinato do herdeiro do Império Austro Húngaro, e a segunda com o avanço da Alemanha sobre a Polônia.

E lá que tudo começa e tudo termina.

O presidente russo Vladimir Pútin disse que está prestes a romper relações diplomáticas com os EUA, e Biden, por sua vez, tirou da cartola que desconfia de que russos irão usar armas químicas na Ucrânia, afirmação midiática que faz com que a opinião pública aceite qualquer ataque a qualquer lugar, por quaisquer meios, inclusive químicos.